Sem muitas delongas:

Aplique esse comando diretamente no banco

update zabbix.users set passwd=md5('mynewpassword') where alias='Admin';


São tempos difíceis. Não dá mais pra confiar na infraestrutura dos serviços web pois eles fornecem seus dados a quem não deveria. Nada mais confortável do que você manter seus dados dentro de casa, não é verdade? Certa vez eu quis fazer isso, mas sempre dava zica! Dessa vez, com um repositório pro Node.js, ficou bem mais fácil a resolver as pendengas que surgiram da primeira vez. Thanks bro!


Mas, o que é o Etherpad?


É um serviço que até o nosso governo brasileiro usa: http://notas.dados.gov.br/notas/
Não ajudou muito né? :D
Bom, é um serviço de edição de notas online, em que várias pessoas podem editar um documento simultaneamente. O Google Docs tem essa funcionalidade também, porém não dá pra rodar o Google Docs dentro de sua infraestrutura. #PrivacidadeFail.

Instalação

Primeiro, adicione os repositórios do Node.js:
zypper ar http://download.opensuse.org/repositories/devel:/languages:/nodejs/openSUSE_12.3/ NodeJSBuildService 
Repare que eu usei o repo da versão 12.3, que é a que estou usando no meu notebook. Fique ligado nisso.

Depois, instale o Node.js e o pacote devel:
zypper in nodejs nodejs-devel

Os pacotes serão inclusos, caso já não estejam instalados:
binutils gcc gcc-c++ gcc47 gcc47-c++ glibc-devel libstdc++47-devel linux-glibc-devel nodejs nodejs-devel

Daí, tu faz o seguinte, vê se foi instalado mesmo:
node --version
v0.10.17
SHOW!

Então tá! Agora, com a base preparada, hora do Etherpad!
Precisamos do gzip git curl python libopenssl-devel
zypper in gzip git curl python libopenssl-devel


Ok, após isso tudo aí, é só executar! Ah, uma observação: O Etherpad vai reclamar se você tentar executar como root, vai precisar do parâmetro --root. Então, é justo que você crie um usuário fake (ou use um que já exista), só pra executá-lo.
cd etherpad-lite/bin
./run.sh

E é isso aí. Ele estará disponível no endereço http://ip.do.servidor:9001
Depois vamos mostrar como adicionar um SSL (HTTPS) e rodar como serviço.

Abraços!

referências:
(visitados no dia 10 de Novembro de 2013)
http://etherpad.org/
https://build.opensuse.org/package/show?package=nodejs&project=devel%3Alanguages%3Anodejs
https://github.com/joyent/node/wiki/Installing-Node.js-via-package-manager
http://ask.xmodulo.com/install-node-js-linux.html
http://xmodulo.com/2013/11/web-based-real-time-collaborative-document-editor-linux.html

Vazamento de energia inter-universos pode revelar mundos paralelos: Ninguém menos do que o Nobel de Física Frank Wilczek quer testar a existência de múltiplos universos, a famosa teoria dos multiversos.
Acompanhando uma discussão na lista GTER (Grupo de Trabalho e Engenharia em Redes), surgiu uma thread muito interessante, sobre gestão de conexões físicas. Temos muitos softwares por aí para fazer monitoramento, o que é muito útil, mas, quando a questão é localizar fisicamente aonde é o problema ou identificar aonde está a régua Nº2, ou qualquer outro item que não pode ser monitorado, aí já complica.
A necessidade apresentada pelo amigo foi a seguinte:
Senhores, procuro uma solução para gestão de conexões físicas, que permita rastreabilidade.
Por ex porta eth1 do SRV1 RACK 1 -> patch cord A -> patch panel X RACK 1 -> Patch Panel Y RACK 2 -> Patch Cord B -> Porta 1 Switch Z RACK 2

Soluções apresentadas:

opendcim

O único com tal nível de detalhamento que achei até agora foi o OpenDCIM, porém, peca no visual...

Rackmonkey

o Rackmonkey pelo teste não entra no detalhe de conexões.



RackTables

Na minha opinião, o mais simpático e intuitivo


Mais
http://www.i-doit.org/

http://www.combodo.com/-Overview-.html
Seguindo a ideia de que as coisas importantes não devem ser postadas só nas redes sociais, registro aqui um clássico que tanto gosto. Música nostálgica. Perfeita.
Um abraço :)


Eu sei que muita gente gosta de fazer isso, inclusive eu. Alguma música que curte e quer baixar, mas aí se depara com o problema de ter de colocar um plugin no browser, ou ter de baixar o Jdownloader ou algo software assim.
Bom, seus problemas acabaram! Joga o link nessa ferramenta online e seja feliz :)

http://www.youtube-mp3.org/pt

Um abraço ;)
Peguei emprestado na mão de um amigo o Ninja Gaiden 3 (NG3) e confesso que deixei o game de molho quase 2 meses até colocar no xbox. A primeira informação que eu tinha do jogo é que não teria mais membros decepados, uma pena, mas o banho de sangue continuara.



Ok, vamos ao jogo
A primeira coisa que senti falta foi o menu de armas, onde você ia coletando as armas, fazendo upgrades e talz... Adoro jogos que tem isso, fui com sede ao pote nessa versão e não achei nada, e, pior, tiraram até a Dragon Sword do Ryu! Ele passa parte do jogo com uma espada que Ayane lhe "empresta"
Uma característica da franquia NG é a sua dificuldade elevada, coisa que NEM DE LONGE foi colocada nessa versão. Li um pouco sobre o NG3 e parece que o diretor Tomonobu Itagaki não participou dessa versão, logo, concluímos que o Itagaki que era o cara de dava o "tchan!" no game.
Então você vai avançando no jogo... Nada de armas novas, nada para se upar, nada de diferente. Nada. 
Acho que a grande dificuldade de se terminar o NG3 é ter de suportar ele até o fim. Eu estou jogando, mas confesso que não garanto finalizar, esse tá muito chato!

UPDATE
Zerei, não peguei nenhuma arma adicional, derrubei dezenas de helicópteros e os chefes são ridículos.

Resumindo: Se você jogou o NG2, AFASTE-SE DO 3.
Blog com várias dicas para customizar o seu blogger. Sensacional! Vou implementar várias coisas que vi nele :)

http://www.bloggerplugins.org/

Abraço o/
Outro dia no blog Papo de homem, li uma coisa que achei muito interessante, que, resumidamente, é que não devemos arquivar trabalhos, salvar links, registrar momentos importantes em redes sociais. Por quê? Simples: Redes sociais vão e vem, entram na timeline e são esquecidas. A gente mantém aquele sentimento de que "ah não, ali está guardado, quando eu precisar, vou lá e pego". Pura mentira, você está enganando a si próprio.
Se quer guardar, o melhor a se fazer é registrar em um blog ou até mesmo imprimir. Eu não vou imprimir, nunca tive impressora e acho que ainda está longe o dia em que eu precisarei de uma - em casa. Talvez eu compre pra satisfazer a vontade de meus pais, mas, por mim, ainda vou imprimir no trabalho e levar pra casa. "Ah, não pode!" - tomanocu, faço mesmo :)

Então, é isso. "Vou agitar" mais esse blog, com muito mais coisas. Links que achei interessantes, comentários sobre artigos, meus vídeos que faço na minha moto (sim, vou motovlog, ou motofilmador, como preferirem :) ), álbuns de fotos (peço que não se assustem, please), e o que mais eu achar interessante.

Refletindo um pouco, o Blogmaru já tem uma história, tá online desde 2007 com publicações técnicas, humor, astronomia e outros "babados". Vamos colocar pra andar esse trem!

Abraços queridos, nos vemos em breve o/
Related Posts with Thumbnails